Menu Auxiliar

Text Resize

-A +A
Início >> Por Que Unicarioca >> A Unicarioca >> Casa UniCarioca

Casa UniCarioca

 

História

Foi na terra da antiga Sesmaria do Iguaçu, no século XVIII, que o segundo bispo do Rio de Janeiro, Dom Francisco de São Jerônimo, quis construir uma casa de campo e uma chácara de recreio. Assim, em 1702, dava início à história do prédio que hoje é a sede administrativa do Centro Universitário Carioca, na Avenida Paulo de Frontin, 568.

Na Casa do Bispo, como era chamada na época, funcionou no século XIX, o Colégio Episcopal de São Pedro de Alcântara. Em tempos mais recentes, o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Jaime de Barros Câmara decidiu criar no local um moderno e modelar seminário.

Em 1938, em Lei Federal, o Patrimônio Histórico e Artístico Nacional tombou a Casa do Bispo, considerando sua conservação e preservação de interesse público. Apesar do tombamento, nenhum projeto de ocupação foi levado adiante, deixando a casa entregue à sua própria sorte.

Diante da situação, a construção sofreu com ataques de mofo e cupim, bem como problemas estruturais, até que, em 1980, a Secretaria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e a Fundação Roberto Marinho se uniram para um amplo trabalho de restauração da antiga Casa do Bispo. Desde então, a mesma passou por constantes revisões de sua infraestrutura, pois a plena utilização do prédio é hoje a garantia de uma conservação eficaz.

No dia 22 de maio de 1982, a Fundação Roberto Marinho mudou-se para a casa totalmente restaurada, permanecendo nas acomodações até 2002.

Em 2005, foi a vez do Jornal do Brasil instalar-se na Casa do Bispo mantendo suas atividades até 2015.

Um ano depois, em 2016, a Casa do Bispo torna-se Casa UniCarioca, com o objetivo de ser a sede administrativa do Centro Universitário Carioca e de promover eventos culturais, mantendo firme sua missão de exercer a responsabilidade socioambiental e de preservar o patrimônio histórico do Rio de Janeiro e do Brasil.

Hoje, a Casa UniCarioca vai muito além de uma sede administrativa. Ela é a NOSSA casa!