Um matemático na Flórida | UniCarioca | Centro Universitário Carioca

Vestibular 2021
Dê o próximo passo
na sua vida!

Receba + info

Ver mais
Nós te ligamos

Acontece
Notícias

Artigos

Um matemático na Flórida

08/09/20

Por Celso Niskier

Ao entrevistar o empreendedor educacional Antônio Carbonari Netto, para o projeto Movimento Empreendedores de Êxito, do Instituto Êxito de Empreendedorismo, mais uma vez fui encantado pela sua experiência de vida e pelas suas ideias disruptivas sobre educação superior.

Carbonari é um dos pilares do desenvolvimento empresarial da educação superior brasileira, nos últimos 20 anos.

De secretário-geral e pró-reitor acadêmico da Universidade São Francisco (USF), tornou-se em poucos anos um mantenedor de sucesso, consolidando o crescimento da Anhanguera Educacional, hoje parte do grupo Cogna Educação. Liderou a primeira experiência bem sucedida de IPO de uma instituição educacional na Bolsa de Valores, tornando-se presidente do Conselho da maior empresa educacional do Brasil.

Deixou essa atividade para voltar a empreender, criando na Flórida a sua MUST – Miami University of Science and Technology –, após árduo trabalho de convencimento das autoridades locais. Afinal, como poderia um professor de matemática brasileiro ousar abrir uma instituição universitária em solo norte-americano? Muita ousadia!

Como membro do Conselho Nacional de Educação (CNE), entre 2016 e 2020, destacou-se pelas propostas disruptivas e pelo combate ao “normaticidismo”, ou a asfixia das instituições pelo excesso regulatório. Agora, com o fim de seu mandato, retorna ao Conselho de Administração da ABMES.

Vencedor, Carbonari conta como a coragem e o foco nas necessidades dos alunos e do mercado sustentaram o crescimento dos seus projetos, e diagnostica o excesso de regulação como um dos males a ser vencido no caminho dos empreendedores.

Se escolhido ministro, reduziria em 50% a legislação burocrática, que impede o desenvolvimento do setor.

Perguntei o que o Brasil precisaria para ter mais mil “Carbonaris” espalhando iniciativas inovadoras, e ele resumiu o desafio: menos normas, mais coragem e pensamento fora da caixa.

O professor de Matemática chegou longe.

Clique e confira a entrervista na íntegra. 

Fonte: ABMES