Ensino Semipresencial X Ensino a Distância: qual dos dois investir? | UniCarioca | Centro Universitário Carioca

Vestibular 2022.1

Inscrições Abertas

  *Consulte condições

Nós te ligamos

Acontece
Notícias

Artigos

Ensino Semipresencial X Ensino a Distância: qual dos dois investir?

06/10/21

Ensino presencial, ensino semipresencial ou ensino a distância? Essa é a dúvida que muitos alunos possuem atualmente.

Desde o início da pandemia, muitas instituições de ensino enfrentaram diversos desafios com o início das aulas online. Nem todos os estudantes e professores se adaptaram, outros optaram por estudar por conta própria e, muitos deles decidiram aguardar a volta das aulas presenciais.

Dessa forma, muitas pessoas tiveram que entender, rapidamente, qual a diferença entre ensino híbrido, a distância e semipresencial. Vamos conhecer um pouco mais sobre cada um deles? Assim, fica muito mais fácil escolher qual o melhor para investir na sua educação.

Ensino Semipresencial

Conhecidos como cursos híbridos ou misto, existem em diversas instituições de ensino há muitos anos. Geralmente em conjunto com as aulas teóricas online e, as provas e práticas de laboratório, por exemplo, são realizadas presencialmente.

Vantagens:

  • A interação dos colegas e professores do curso é maior, pelas transmissões ao vivo e encontros presenciais;
  • Existem gastos com alimentação e transporte, embora seja menor do que os da modalidade totalmente presencial.

Desafios:

  • Caso perca alguma transmissão de aula ao vivo, por problemas técnicos, como queda de internet, o aluno perderá a interação do momento;
  • Caso perca o dia da prova final presencial, não terá uma segunda chance virtual;

Ensino a Distância

Com o fechamento de escolas e universidades por causa da pandemia, o ensino a distância começou a ser adotado até mesmo pelas instituições mais tradicionais. No entanto, pela falta de preparo de alguns professores e alunos, muitos não conseguiram se adaptar a essa nova modalidade de ensino. 

Vantagens:

  • Não existem gastos com transporte e alimentação;
  • Horários flexíveis, você estuda quando e onde quiser;
  • Maior organização e disciplina

Desafios:

  • Conteúdos repetitivos e pouco diversificados;
  • Dificuldade de interação entre colegas e professores;
  • Falta de comprometimento dos estudantes.

Como você observou, grande parte dos desafios das duas modalidades de ensino depende mais do aluno do que da instituição de ensino. Se o estudante tiver disciplina e organização para fazer seu próprio cronograma de estudos, a modalidade de Ensino a Distância se torna algo muito mais vantajoso para todas as partes.

Segundo o censo da educação superior, organizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), essa modalidade cresceu 17,6% em 2017, chegando a 1,8 milhões de alunos matriculados. Isso não quer dizer que a modalidade a distância vai substituir a presencial ou a semipresencial. Mas é importante o aluno avaliar bem as suas prioridades no momento da escolha.

Com isso, algumas universidades precisaram adaptar seus modelos de ensino e aprendizagem, bem como a infraestrutura para contemplar os cursos, sejam eles os mais práticos ou mais teóricos. O grande desafio são os que precisam de muitas aulas práticas. No entanto, cada vez mais estão surgindo novas possibilidades para solucionar isso.

A UniCarioca, se destaca no mercado, com uma nova denominação: UniCarioca +Digital. Ela assinou seis plataformas digitais, para uma melhor experiência do estudante, de forma que integre o ensino de seus cursos de graduação, pós-graduação, mestrado e extensão. 

Lembre-se que pensar e trabalhar pelo futuro da educação é um dever de todos.

Agora que você já sabe mais sobre as diferenças entre ensino semipresencial e ensino a distância, vamos continuar a aprender? Conheça os quadrantes híbridos em nosso artigo e veja por que você deve investir mais nessa estratégia de ensino remoto.